26 de jan de 2009

Algumas diferências entre o espanhol peninsular e o de hispanoamérica


As línguas são entidades vivas. Os povos que falam cada uma delas são os que têm a última palavra. Felizmente, faz algúns anos que a "Real Academia de la Lengua Española" começou a acordar do seu longo sono, para ficar sabendo que os falantes de uma língua fazem um papel muito importante quanto às normas do idioma, mas, tal vez algúns de nós, professores de espanhol, ainda estamos muito dormidos.


Por exemplo, no espanhol peninsular não se usa o pronome pessoal "tú" em perguntas, tais como: ¿Qué dices?, ¿Cómo te llamas? Exceto se se quer enfatizar por algúm motivo. Mas em muitas regiões de Hispanoamérica é freqüente o uso, em orações interrogativas, do pronome que funciona como sujeito entre o interrogativo e o verbo: ¿Qué tú dices?, ¿Cómo tú te llamas?, etc.


Na Espanha se utiliza o plural para os seguintes substantivos: paraguas, pantalones, tijeras, tenazas y gafas, mas em algumas regiões de Hispanoamérica tambêm se usam em singular, com exeção de gafas que, igualmente na España, só se usa em plural. É freqüente deste lado do Atlántico ouvir expressões como as seguintes: El pantalón rojo es muy caro, Pon la tijera sobre la mesa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário