26 de jan de 2009

Algumas diferências entre o espanhol peninsular e o de hispanoamérica


As línguas são entidades vivas. Os povos que falam cada uma delas são os que têm a última palavra. Felizmente, faz algúns anos que a "Real Academia de la Lengua Española" começou a acordar do seu longo sono, para ficar sabendo que os falantes de uma língua fazem um papel muito importante quanto às normas do idioma, mas, tal vez algúns de nós, professores de espanhol, ainda estamos muito dormidos.


Por exemplo, no espanhol peninsular não se usa o pronome pessoal "tú" em perguntas, tais como: ¿Qué dices?, ¿Cómo te llamas? Exceto se se quer enfatizar por algúm motivo. Mas em muitas regiões de Hispanoamérica é freqüente o uso, em orações interrogativas, do pronome que funciona como sujeito entre o interrogativo e o verbo: ¿Qué tú dices?, ¿Cómo tú te llamas?, etc.


Na Espanha se utiliza o plural para os seguintes substantivos: paraguas, pantalones, tijeras, tenazas y gafas, mas em algumas regiões de Hispanoamérica tambêm se usam em singular, com exeção de gafas que, igualmente na España, só se usa em plural. É freqüente deste lado do Atlántico ouvir expressões como as seguintes: El pantalón rojo es muy caro, Pon la tijera sobre la mesa.

ENSINO DE ESPANHOL SERÁ OBLIGATÓRIO A PARTIR DE 2010


A partir de 2010 o ensino do Espanhol nas escolas públicas e privadas será obligatório.
Isto é o que diz o texto da lei 11.161. É uma ótima oportunidade para se aperfeiçoar na língua.
Tem vários caminhos pelo qual é possível ser fluente num idioma estrangeiro, para depois poder ensinar. Um deles é contratar um professor ou uma escola. Mas tem um caminho que é fundamental, visitar e até morar em um pais da língua que se quer aprender.
O espanhol é um idioma falado por mais de 420 milhões de pessoas e passa a ser a primeira língua mais falada por falantes nativos no mundo ocidental. Isto quer dizer que o inglês é comercialmente o idioma mais importante, mais o espanhol possui mais falantes que nasceram em berço latino e que a cada vez mais estão divulgando sua língua, viajando pelo mundo todo.
São quase 25 países onde o espanhol é oficial.
É uma boa opção fazer um orçamento para visitar Buenos Aires, a cidade mais próxima, junto com Uruguai e Paraguai, do nosso querido Brasil, e procurar fazer uma imersão da cultura, com professores especializados com estudantes brasileiros.
CBA, CULTURA BRASIL ARGENTINA oferece cursos específicos para estudantes brasileiro em Buenos Aires. Desde aulas particulares para obter fluencia (produção oral) até professorado de espanhol para avanzados.
"Em Buenos Aires, o estudante brasileiro utilizará a língua o tempo todo, quer seja no shopping, no restaurante, no hotel, num almoço de domingo em família etc. Poderá conferir costumes proprias da região e suas diferenças com outros países de fala hispana. A diversidade é forte em Buenos Aires e a vida cosmopolita e receptiva da cidade faz com que seja um ótimo local para se visitar e estudar", disse o diretor do CBA, CULTURA BRASIL ARGENTINA.